MX JAPAN

Sports Nutrition

Formas de contração muscular (Parte 3)


Resumindo a parte 2 do artigo, os termos isométrico e estático descrevem a atividade muscular sem qualquer modificação perceptível no comprimento das fibras musculares. Uma contração muscular dinâmica produz movimento do esqueleto. As contrações concêntricas e excêntricas representam os dois tipos de contrações musculares dinâmicas.

A contração concêntrica ocorre quando o músculo se encurta e observa-se movimento articular à medida que a tensão aumenta.

 

A figura ilustra uma contração concêntrica do músculo bíceps no item (b), ao elevar um haltere da posição do cotovelo estendido para a posição fletida.

A contração excêntrica ocorre quando a resistência externa ultrapassa a força muscular e o músculo se alonga à medida que a tensão aumenta no item (c). O peso é abaixado lentamente contra a força da gravidade. À semelhança da analogia para o alimento em uma contração muscular concêntrica, a volta do garfo para o prato envolve uma contração excêntrica do músculo bíceps. As fibras musculares (mais especificamente, os sarcômeros) dos músculos das extremidades superiores se alongam numa contração excêntrica para evitar que o peso (ou o garfo) caia sobre a superfície. No levantamento de pesos, com bastante frequência os músculos agem excentricamente quando o peso retorna lentamente para a posição inicial a fim de dar início a uma nova contração concêntrica (encurtamento). A contração muscular excêntrica durante essa fase da “recuperação” representa um acréscimo para o trabalho total e a eficácia da repetição do exercício.

A contração isométrica, no item (a),  ocorre quando um músculo gera força e tenta encurtar-se mas não consegue superar a resistência externa. Do ponto de vista da física, este tipo de contração muscular, não produz qualquer trabalho externo. Uma contração isométrica (estática) pode gerar uma quantidade considerável de força apesar da ausência de alongamento ou de encurtamento perceptivo dos sarcômeros musculares e do subsequente movimento articular.

Para finalizar, o termo isotônico, que deriva da palavra grega isotonos (iso significa o mesmo ou igual, tonos significa tensão ou esforço), refere-se comumente às contrações musculares concêntricas e excêntricas, pois ocorre um movimento em ambos os casos. Este termo carece de precisão quando aplicado à maioria das contrações musculares dinâmicas que envolvem movimento; a capacidade efetiva do músculo de gerar força varia continuamente quando o ângulo articular se modifica através da ADM (Aplicado em pilates, alongamentos, etc.).

Aproveito para fechar o artigo com uma dica, Vc pode tentar trabalhar com foco nessas contrações juntamente com a respiração. Inspirar para preparar o movimento, expirar na fase concêntrica, parar no final desta fase, manter uma isometria puxando o ar e na fase excêntrica que também é de grande importância, realizaremos o movimento retornando para a fase inicial durante a expiração. Fazendo essas fases da contração controlando o movimento, ganhará estabilização e conforto na realização dos exercícios, Aumento de força livre de dor e de qualquer compensação.

Experimente a troca de respiração e depois Vc me conta…Abs e bons treinos!!!

 

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 2012/07/28 by in TREINAMENTO (Dicas).
%d bloggers like this: